Lembrança Eterna de uma Mente sem Brilho


Meu canal
25-outubro-2005, 7:31
Filed under: Diatribes

Tive uma conversa sábado com uma maravilhosa amiga, e nessa conversa ela trouxe à tona o fato de que não gosto dos scraps do Orkut por achá-los uma invasão de privacidade, mas no meu perfil do site coloquei o meu blog, diário onde conto muitas coisas minhas. Disse que existia uma grande hipocrisia nisso tudo. Eu até concordo, mas discordo ao mesmo tempo.

Esse blog é, pra mim, um canal de me expressar, de mostrar quem sou, o que tenho a dizer e, sim, contar relatos da minha vida. É um exercício de abertura que nunca tive na minha vida. É minha análise.

Minha amiga também comentou o fato de só escrever o que escrevo para saber qual é a opinião dos outros. Pra ser elogiado, criticado, etc… pra ser reconhecido de alguma forma. Nisso concordo plenamente. Quem tem um blog quer ser lido. Quer causar polêmica, criar discussões, ser reconhecido de alguma maneira, expor-se, dar a cara ao tapa. É sim, como bem disse ela, um lugar onde posso exercer minha veia literária e dar espaço ao meu egocentrismo. Quero sim ser reconhecido, quero me sentir lisonjeado (thanks Viva) quando me congratulam, discutir (ou até concordar, vejam só) quando discordam de mim, rir quando me sacaneam, chorar quando me dizem coisas bonitas.

Criei em muito pouco tempo uma amizade forte com diversas pessoas da blogosfera nacional. Os chamo de grandes amigos pois é isso mesmo que são. Me conhecem como poucos, me entendo com eles como poucos, os gosto como poucos.

Se não gosto de ter minha privacidade invadida no Orkut, é porque não quero ter pessoas sabendo do meu dia-a-dia, e sim do que quero expor ao mundo. EU escolho o que contar sobre minha vida. Não quero ter pessoas bisbilhotando quem me manda qual mensagem e porque. Já tive problemas com isso, quando duas ‘pretendentes’ se descobriram no meu scrapbook. Não devo nada a ninguém, e só digo o que quero. Entendo a curiosidade das pessoas, mas não sou assim e não quero que outros tenham a possibilidade de saber o que não quero que saibam de mim.

Esse blog é meu diário, meu espelho. Mas só mostra o que quero, quando quero. Nunca menti aqui, nem pretendo. Esse sou eu, do jeito que sou e com o que quero mostar à todos.

Se todos que acessam meu scrapbook viessem pra cá, descobririam o Bruno que querem. Não ficaríam restritos ao meu cotidiano, às pessoas esporádicas que resolvem falar comigo através de scraps. São as pessoas que acessam esse site diáriamente que merecem, e querem, invariávelmente, saber tudo de mim.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: