Lembrança Eterna de uma Mente sem Brilho


Dekuji, Praha
9-novembro-2005, 11:25
Filed under: Estrada

Praga. Bom, o que dizer sobre essa cidade. É como estar em 1300, ouvindo os vendedores na rua, os meninos correndo, esquivando as carruagens e os camponeses, abençoados pelo lindo castelo e pelas inúmeras igrejas e palácios da cidade. Que coisa mais impressionante.

Indescritivelmente bonita. Não tem fotos porque não consigo conectar a camera no computador. Depois mostro. Mas saibam que as fotos não são nem um pouco fiéis. Vivenciar isso aqui é algo surreal. Essa cidade é mágica. Transborda história, cultura, beleza.

Ainda não consegui fechar minha boca.

A história desta cidade é incrível. Centenas e centenas de anos de cultura, conhecimento, arquitetura, lutas, conflitos, morte. Passear por essas ruelas de paralelepípedos é voltar ao tempo, experimentar o mesmo que reis, marceneiros, pedreiros, arquitetos e meros camponeses experimentaram por tanto tempo tanto tempo atrás.

É um lugar magico. A cada prédio barroco vira-se e encontra-se um renascentista – e ao lado, um representante do rococó. A arquitetura desta cidade é breathtaking.

A realeza e suas peculiaridadas…

A torre criada três anos apos a Torre Eiffel, quase igual mas três metros maior so pra sacanear os franceses…

As igrejas majestosas…

A sinagoga mais antiga em atividade na Europa….

A historia da comunidade judaica dessa cidade, perseguida desde 1300, forçada a usar as mesmas marcas abomináveis da Segunda Guerra. O cemitério judaico, pequeno demais para tanta gente que foi sendo coberto, camada por camada, por novos falecidos. Durou de 1400 a 1700. Doze camadas de mortos descansam nele. A belíssima historia do golem, criado por um sábio polaco, o maior estudioso do talmud de toda a europa, feito para ajudar a comunidade nos trabalhos mais braçais. A trite história do massacre que matou dois tercos da população judaica dessa cidade.

Isso sem contar a parte totalmente surreal da cidade que se encontra ao atravessar duas ou três ruas depois do centro histórico. Passa-se a avistar prédios da era comunista, sujos, letreiros gigantes que tomam conta da paisagem, assaltantes nigerianos disfarçados de muambeiros (dica dada no saguão do hotel). Um mundo Blade Runner há cem metros dos prédios mais lindos que já vi.

São tantos fatos, tantas curisidades, tanta história que nunca serei capaz de lembrar de tudo. Mas so sei que nunca me esquecerei daqui. Pra sempre terei essas ruas, essa beleza marcadas em meu coração.

Anúncios

1 Comentário so far
Deixe um comentário

Estou partindo. Seu texto me encantou. Obrigada!

Comentário por Rosa Leda




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: