Lembrança Eterna de uma Mente sem Brilho


The Big Wee Hag
13-fevereiro-2008, 3:03
Filed under: Literaturalidades

Há anos curto a série Discworld de livros. Já são quase quarenta e creio eu que somente uns cinco ou seis eu ainda não li. Já tenho em mãos o último, ‘Making Money’, e os esquecidos não ficarão escondidos por muito tempo. Sou fã incondicional e não deixarei de fechar minha coleção.

Tiffany Aching é uma bruxa de 13 anos que começou sua carreira bem cedo, aos 9, quando foi recrutada pela Miss Tick. Esse primeiro livro foi o ‘The Wee Free Men’, de 2003. Ela liderou os pequenos e bravos Nac Mac Feegle para salvar seu irmão pequeno, Wentworth, e Roland, filho de um Barão local, da Rainha dos Elfos. Com isso ela ganhou respeito da Granny Weatherwax, considerada a maior bruxa viva. E morta.

Dois anos depois ela viajou a Lancre para ser formalmente aprendiz da bruxa Miss Level (nenhuma bruxa de verdade casa… a não ser a Nanny Ogg, que é um caso a parte), depois a Miss Pullunder e Miss Treason. Depois da hilária morte anunciada (para ela mesma, a ponto dela ter planejado e feito sua ceia funerária um dia antes de bater as botas), ela ficou por pouco tempo com a já mencionada Nanny Ogg antes de retornar ao Chalk para assumir sua posição como Bruxa do Chalkland.

A arte de se fazer sair do próprio corpo, pegando carona em outras criatura, a fez ser infestada por um ‘enxame’ (entidade de mentes anciãs do começo dos tempos). Esse segunda grande aventura de Tiffany está no livro ‘A Hat Full of Sky’. A infestação em sua mente foi curada quando deu ao enxame o que ele realmente precisava: a habilidade de morrer.

Filha de fazendeiros e criadores de ovelhas, ela é excelente quejeira. Tão boa que um blue cheese, chamado carinhosamente de Horace, tem um certo hábito estranho de comer ratos. E já se tornou parte dos Nac Mac Feegles, que não se importam com aparências. Tendo lido o dicionário por completo, Tiffany também tem uma inata habilidade com línguas – adquirida ao ser infestada pelo enxame e possui agora, em sua cabeça, a mente do extinto mago Sensibility Bustle, que traduz palavras estranhas, explica termos ainda complicados e vira e mexe discute com a mente de Tiffany.

No ‘Wintersmith’, último livro a ser lançado com histórias da Tiffany (há planos, felizmente, para mais um ou dois), ela entra, meio sem querer, mas na verdadeira querendo bastante, na Dança das Estações, e assim consegue atrair as atenções (curiosas e depois amorosas) do Wintersmith, entidade responsável pelo inverno que dança com a Lady Summer na Primavera e no Outono – quando cada um toma controle do tempo. Primeiro irritada e indiferente, Tiffany aos poucos se sente um pouco intrigada e até mesmo lisonjeada pelo interesse, sendo ela agora uma semi-deusa (tendo tomado o lugar da Lady Summer, responsável pelo Verão, na Dança). Coube a Roland, Granny e os Mac Feegle mais uma vez ajudarem a bruxa a se livrar das investidadas do Inverno e salvar o Discworld de uma era do gelo eterna.

Harry Potter é o cacete. Bruxaria de verdade é com a Tiffany Aching. No inconfundível e fantástico humor de Terry Pratchett, os livros tomam vida de uma forma incrível e são um prazer inenarrável de ler.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: